Cubo

17 de julho de 2009 — 6 Comentários

Quando eu era pequena, meu primo tinha um daqueles cubos de brinquedo coloridos. Eu não sei se você conhece, mas é aquele cujas faces são cada uma de uma cor diferente e é articulado vertical e horizontalmente, de modo que, tendo embaralhando as cores dos lados, recebemos a penosa tarefa de tentar reunir novamente as cores iguais, fazendo o cubo voltar a ser homogêneo em suas faces.

Eu nunca consegui cumprir a tarefa, sendo bem honesta. Às vezes perdia horas tentando realizá-la, e cheguei a pensar ser impossível tal façanha, pois muitas vezes, quando eu finalmente conseguia reunir as cores iguais em 3 ou 4 lados, percebia que os outros estavam desordenados e, portanto, seria necessário desfazer o trabalho que já estava concluído nas outras faces, para poder organizar as que estavam faltando. Era um trabalho frustrante e exaustivo!

Certo dia, eu estava conversando com um amigo a respeito de uma circunstância difícil que ele estava vivendo, tentando aconselhá-lo, e o Espírito de Deus lembrou-me do bendito “cubo impossível”. Titubeei em obedecer e falar sobre ele, pois ainda não havia compreendido qual era a mensagem que Deus traria com aquela figura, mas ele é tremendamente sábio e precisamos apenas obedecê-lo em suas direções.

Entendi que muitas vezes a nossa vida está como aquele cubo de faces embaralhadas. As suas “cores” estão misturadas e precisam ser reorganizadas. São os nossos valores, formadores do nosso caráter. Na nossa caminhada, vamos pondo alguns deles no lugar…

Giramos o “cubo” do nosso caráter e alinhamos algumas coisas: o “lado amarelo” das nossas finanças está sendo organizado, mas o “lado azul” do nosso relacionamento com a família ainda está embaralhado. O “lado verde” do nosso ministério está começando a ficar uniforme… Quase lá… No entanto, o “lado vermelho” da nossa comunhão com Deus está bem longe de ser uma face completa… E assim por diante…

Então, muitas vezes olhamos apenas para uma face do cubo e temos a ilusão de que estamos realinhando todo ele, quando na realidade, é apenas uma face que está sendo ajustada. Neste caso, é necessário “bagunçar” tudo de novo, para que sejam alinhadas TODAS as faces, e não apenas algumas.

Existem circunstâncias que sobrevém a nós, que são assim: parecem estar desordenando as nossas vidas e embaralhando tudo. Causam desconforto e nos levam a pensar que não estamos progredindo, só por que algumas faces têm que ser levemente alteradas para permitir o reajuste de outras. Mas sinceramente, creio que é a graciosa mão de Deus quem move essas peças, gentilmente.

Não estou falando de enfermidades, desastres, falências… Longe de mim! Isso feriria o caráter de Deus, do qual não podemos duvidar. No entanto, algumas situações são permitidas sim por ele, para promover nosso crescimento e não são necessariamente misérias, só nos tiram da nossa rotina e nos forçam a tomar posição.

Acredito que ele conhece a estrutura de cada um de nós, e saiba quais faces da nossa vida estão heterogêneas, precisando de uniformidade. Ele sabe como mexer sem causar dano, de forma que tudo se encaixe depois e sabe que se não formos tratados em algumas coisas agora, não ficaremos perfeitamente ajustados.

O salmista falou: (Salmos 139.1-2) – Senhor, tu me sondas, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.

Ele nos conhece, e sabe de longe quem somos. As nossas intenções mais profundas. Sabe mexer nas nossas “faces” sem nos machucar, mas nos levar onde queremos: à “uniformidade” do caráter de Cristo, perfeito e irrepreensível.

O apóstolo Paulo sabia o que era passar por isso. Ele sabia que algumas circunstâncias “mexiam no cubo e bagunçavam as cores”. Mas também conhecia o resultado destas mudanças inadvertidas: o CRESCIMENTO.

Ele disse: (Romanos 5.3-4) – E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança.


Glória a Deus por sua Palavra! Eu a amo porque ela não nos ilude quanto à realidade, mas nos anima a enfrentá-la com otimismo. Deus não nos prometeu um “mar de rosas”! É certo que passaremos muitas vezes por tribulações, porém, no final das contas, tudo estará no lugar certo.


Por ora, talvez pareça que algumas faces que pareciam prontas, estão sendo embaralhadas novamente, mas a palavra garante que “a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória acima de toda comparação” (2 Co 4.17).


Hoje eu percebo que a falta de paciência e perseverança me fizeram desistir de reordenar aquele cubo de brinquedo. Mas o nosso Pai…


(Filipenses 1.6) – Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo.


Não desista de permitir ao Senhor reordenar “o seu Cubo”, nem se desespere durante o processo. Deus é fiel e não desistirá de terminar a maravilhosa obra que começou em nós, até a volta do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


Luciana Honorata Agostinho

Anúncios

6 Respostas para Cubo

  1. 

    Aquele que começou a boa obra a aperfeiçoará. Há uma palavra que eu ouvir em um testemunho, “indesistível” , a palavra não existe em nossa lingua, ou talvez em lingua nenhuma, mas existe na ação de Deus para conosco, ele nunca desiste de nos aperfeiçoar. Eu, minha esposa e filhos, percebemos este processo de aperfeiçoamento e somos gratos, temos a certeza que estamos sendo transformados. E se o oleiro desejar tirar um pouco de barro, que assim seja. O importante é o resultado final. Estamos em boas mãos.
    Gostaria da permissão para postar, esse texto em meu blog, considero esta mensagem muito importante. Graça e Paz!
    Atenciosamente, Flávio Barros

  2. 

    isso é mtO Bom . . . !

  3. 

    Vc é benção sem medidas na minha vida,
    Bjs. Adora seu blog.

  4. 

    Linda mensagem, Luciana.

    Veio em boa hora. Parabéns pelas sábias palavras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s