Solidão

20 de novembro de 2010 — 12 Comentários


Você pode ter pensado ao ler o título: “lá vem, mais um texto ‘Deus é contigo, você não está só'”, no entanto, apesar deste ser um tema válido e bastante útil, não é meu intuito abordá-lo por ora.

O fato é que eu percebi que a solidão é mal vista por muitas pessoas. Na verdade, pela maioria delas. Conheço pessoas que têm tanto medo da solidão, e desprezam-na tanto, que não se sentem confortáveis sequer de ir ao banheiro sozinhas, mas têm sempre que convidar alguém para acompanhá-las. Elas precisam de companhia para tudo: dormir, acordar, tomar café, trabalhar, assistir TV, orar, viver… Enfim, difícil mesmo é encarar a solidão e o seu silêncio.

Não que eu considere o isolamento a “nova forma de vida”, ou o ideal para o homem, de forma alguma. Isto seria uma tremenda heresia! Eu sei que precisamos uns dos outros, pois a Bíblia enfatiza este fato, sobretudo no Novo Testamento. Entretanto, pergunto-me como é possível que alguém seja cristão e não saiba apreciar a solidão, isto é, a ausência de companhia física por perto.

Ficar sozinho não somente muitas vezes é uma bênção, como em outras, na verdade, é uma necessidade. Não há como termos comunhão com Deus, se não tivermos momentos solitários. Bons períodos de isolamento irão nos proporcionar excelentes momentos com o Senhor, que aprofundarão o nosso relacionamento com Ele, gerando intimidade.

Deus deseja que o conheçamos de forma particular, pessoal, não apenas como os homens de terno e gravata o apresentam nos domingos à noite. Há um Deus além-púlpito, além-imposição de mãos, além-gabinetes pastorais e além-profetas.

Há um Deus que é Pai, quando procurado para o alento e suprimento do filho que estende os braços. Há um Deus que é amigo, quando precisamos desabafar e chorar no colo de alguém que nos compreenda. Há um Deus que é juiz daqueles que ousam nos afrontar. Há um Deus na solidão do nosso quarto, à espera dos nossos corações rendidos.

Jesus sabia disso. Ele aprendeu a usufruir da solidão naquilo que ela tinha para oferecer de melhor. Aliás, Jesus era especialista em aproveitar o melhor das coisas, das pessoas, das circunstâncias… Ele sabia tirar “leite de pedra”, como diriam os mais experientes, e ele é o nosso exemplo.

Sabendo, pois, Jesus que estavam para vir com o intuito de arrebatá-lo para o proclamarem rei, retirou-se novamente, sozinho, para o monte. João 6.15

Jesus recolhia-se solitariamente em cima dos montes, onde pudesse falar e só ser ouvido pelo Pai. Algumas vezes durante o dia, outras enquanto todos dormiam. Ele desfrutava de uma “solidão” muito bem-acompanhada, longe de todo o burburinho dos alvoroçados discípulos emocionados com os grandes sinais que operava e das mãos estendidas buscando o pão ou a cura. Longe das “tapinhas” nas costas daqueles que queriam agradá-lo e promovê-lo, e mais longe ainda das palavras ferinas dos fariseus que o perseguiam. Ele distanciava-se de tudo e todos, para ficar somente perto daquele que tinha todas as respostas, para todas as perguntas.

Era ali, na comunhão com o Pai, que ele se fortalecia para mais um dia de renúncia e santidade. Era no silêncio do isolamento que a voz do Espírito de Deus se sobressaía apontando o caminho dos milagres e sussurrando as revelações.

O fato é que, somente quando estamos sozinhos, temos a oportunidade de sondar os nossos corações em busca das convicções que Deus tem depositado neles. Muitas vezes, estamos sem direção simplesmente por que queremos recebê-la em frente à TV, ou enquanto nos dedicamos aos sites de relacionamento e às salas de bate-papo.

Penso que teríamos muito mais luz nas nossas vidas, se aprendêssemos a amar a solidão nos termos certos, e a cultivar esses momentos com mais zelo, tornando-os mais freqüentes e entregando-nos com mais fervor.

Lembremo-nos sempre: Deus é galardoador daqueles que o buscam (Hebreus 11.6b), não diante dos homens, mas na solidão do quarto fechado.

Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. -Mateus 6.6

Luciana Honorata

Anúncios

12 Respostas para Solidão

  1. 

    Lúuuu ficou maravilhoso … simples, discreto, e o melhor de td com mt conteúdo !!

    Amo ler teus textos … tu sabe neh ?? Vou propagar essa “boa nova” rsrs

    Bjs e parabéns mais uma vez!!

  2. 

    Lú……eu AKI…….haauhauahau!

    Ah, que bom…agora sempre vou poder ler algo que Deus ministra ao teu coração!
    Que Deus use este espaço para abençoar vidasss!

    Vou sempre passar por akiiii…vc já tá no meuuu!

  3. 

    NOssa Luciana nao conheciia, mais agora não saiu mais daquii muito interessante

  4. 

    NOssa Luciana nao conheciia, mais agora não saiu mais daquii muito interessante !!!háa sou da Shalom. e tava com saudades desde o Encontro de Jovens!to propagando sua pagina pra todos que conheço

  5. 

    Sempre fui só desde a adolescência e odeio a solidão, mas não tenho medo de nada, oro e vou dormir, oro e saiu de casa e resolvo o que tem pra resolver, oro e vou trabalhar, oro e vou pra igreja, e só, essa é a minha vida, fazer o que ? Cada um com o destino traçado por Deus.
    No céu não haverá solidão, pranto nem dor, aleluia

    • 

      Que bom que isso não te para minha irmã, vai nessa tua força… Mas só lembra que falei sobre momentos de solidão, não de uma vida solitária. precisamos mesmo de pessoas nas nossas vidas para colori-la… Grande abraço! Shalom!

  6. 

    Quando morava no Rio de Janeiro/Niteroi/Charitas, todos os dias acordava as 5 da manhã e atravessava a rua para sentar à beira da praia para ouvir as ondas do mar e as gaivotas cantando. Somente para sentir a brisa do mar bater em minha face refrigerando a minha alma. Refrigerando a Alma? Sim, todas as manhãs eu sentia a presença de Deus por meio dos ventos e brisas que tocavam-me em uma forma tão espiritual e renovadora. Eu sabia que Deus estava ali, e que Ele ouvia meus pensamentos e orações. As lágrimas caiam sobre o meu rosto, confesso! A presença do SENHOR JESUS era tão real! No Japão, quase todos os dias e todas as Sextas, Sábados e Domingos, 3 horas antes de começar o culto, louvava ao Senhor agradecendo por seu imensuravel e incondicional amor. MOMENTO de ADORAÇÂO! Como sentia a sua presença real em meu ser! Ah, que momento edificante! Nas Filipinas, todos os dias ao caminho da faculdade, ia ouvindo louvores em meu IPod. Não tem coisa melhor que acordar ouvindo louvores de adoração ao Senhor! Só você e ele com o Espírito Santo limpando o teu ser. Aleluia! Na Coreia do Sul, pelas madrugadas, orava ao Senhor em Particular no monte da oração nas Capelinas que eram lotadas e precisava esperar por sua vez de tantas pessoas orando e tendo um particular com Deus. Confesso que eram casinhas desputadissimas. Óh povo que gosta de orar! Glória Deus por isso. Na China, tivemos adorando ao Senhor naqueles cultos secretos com os meus amigos missionários americanos e chineses. Momentos secretos com o Senhor de renovação e restauração. Deus nos leva até para a China em cultos secretos para falar conosco usando missionários americanos. Que Deus tremendo! Ninguém é como o nosso Deus. Aleluia! No Ecuador, na praia Montañita, *meu amigo Eleandro e eu) tivemos momentos com Deus em oração com lágrimas nos rostos. Foi Lindo!
    Quero dizer que independente do lugar onde está ou onde vai, Deus está presente. Ele é Fiel! Estavámos solitários em nossas viagens, mas Deus sempre presente. Aleluia!

    Luciana, linda mensagem. Não me cansarei em dizer que Deus é contigo e que Ele te abençoe em uma medita RECAUCADA, TRANSBORDANTE E SACUDIDA. God Bless!

    Mata neh!

    Yukio Okada 🙂

    • 

      Obrigada Yukio!
      Você me lembra Barnabé, o filho da consolação na igreja primitiva. Estava sempre animando os irmãos na fé, exortando-os, levantando-os, contribuindo… Isso é um dom de Deus na tua vida! Glória a Deus.
      Obrigada mais uma vez por nos enriquecer com a sua contribuição..
      Shalom!

  7. 

    Amém! Obrigado pelas palavras de encorajamento. Deus te abençoe!

    Shalom! Shu Iesu no Heiwa! (Japones)

    Mata neh!

Trackbacks e Pingbacks:

  1. Solidão | Cosmopolitan Girl - março 6, 2014

    […] Solidão. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s