O Coração do Homem

22 de setembro de 2011 — 3 Comentários

Existe certa confusão no meio evangélico quanto ao conceito do que a Bíblia chama de “coração”.

Quero chamar a atenção para dois textos em particular, Jeremias 17.9 e I João 3.21. Jeremias diz que “o coração é enganoso, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto” ao passo que João fala “Amados, se o coração não nos acusar, temos confiança diante de Deus”.

João está dizendo que SE o coração não nos acusar TEMOS CONFIANÇA DIANTE DE DEUS! Ora, para que eu possa ter confiança diante de Deus, baseado no que me diz meu coração, é porque certamente ele é uma fonte de informação segura e não mais “enganoso” como havia dito Jeremias muitos séculos antes.

É por isso que muita gente boa tem ficado confusa a respeito do que a Bíblia ensina a esse respeito: eles misturam os textos da Antiga Aliança com os textos da Nova Aliança sem ao menos perceberem que a Bíblia é uma revelação progressiva, e que muitas coisas que eram verdadeiras no passado já não são mais do mesmo modo.

Hoje, nós vivemos numa época cujas revelações concedidas por Deus não foram ouvidas ou vistas pelos profetas e sábios do passado.

Na época de Jeremias, como em toda antiga aliança, o coração do homem era de fato considerado enganoso.

Por isso, Deus falou repetidamente aos homens que tiraria esse “coração de pedra” e lhes daria um “coração de carne”. Querendo dar a entender com isto que não estava satisfeito com a insensibilidade dos homens, por isso o termo “coração de pedra” em oposição a “coração de carne”.

O que Deus havia prometido muitas vezes e de muitas maneiras por meio dos profetas ele finalmente fez por meio da obra redentora de Jesus Cristo.

Por isso, em II Coríntios 4.6 está escrito que

“Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ELE MESMO resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo”.

Deus resplandeceu em nosso coração! Aquele que está em Cristo não tem mais um coração enganoso ou desesperadamente corrupto, pois Deus está brilhando lá dentro! Aleluia!

Assim, é fácil de entender porque João disse que podemos ter confiança diante de Deus dependendo do que nos diz o nosso coração. Agora, a paz de Cristo é o árbitro em nosso coração!

Muitas vezes quando a Bíblia usa o termo “coração”, ela o está usando de forma figurativa. Assim como em nosso dia-a-dia usamos figuras para transmitir mensagens, como por exemplo, um cigarro cortado com uma faixa vermelha significa “proibido fumar”, assim também existem figuras que usamos em nossa linguagem falada. São as conhecidas figuras de linguagem.

O termo coração usado nos versículos de Jeremias e João estão sendo usados de forma figurativa. Eles se referem à parte mais importante ou primordial do ser humano, que é seu espírito.

Sabemos que o homem é constituído por espírito, alma e corpo como é precisamente mencionado em I tessalonicenses 5.23.

Quando a maioria dos escritores bíblicos falava sobre o coração, eles se referiam à parte central do homem, a parte mais importante, que tem primazia sobre todas as outras.

Paulo, muito esclarecido sobre o assunto e muito preciso em suas colocações, chegou mesmo a dizer: “não é judeu quem o é apenas exteriormente, nem é circuncisão a que é somente na carne. Porém judeu é aquele que o é interiormente, e circuncisão, a que é do coração, no espírito, não segundo a letra, e cujo louvor não procede dos homens, mas de Deus” (Rm 2.28,29).

Veja que Paulo disse que a verdadeira circuncisão é feita no coração, ou seja, no espírito! (Confira com Fp 3.3 e Rm 1.9).

O termo coração é muito propício para ser usado como figura para a parte do homem que tem a primazia sobre todas as outras, pois no corpo humano, o coração é o órgão físico que tem a primazia sobre os outros.

O coração é o primeiro órgão a funcionar e o último a parar, é também o órgão responsável pelo bombeamento da vida em todo corpo humano. Sendo assim, usado como figura, o coração se refere ao espírito humano que veio de Deus e se encontra na mesma categoria de Deus, e é exatamente por isso que Jesus disse que Deus é espírito e importa que seus verdadeiros adoradores o adorem assim, em espírito!

Entendendo isto, fica fácil compreender o porquê de alguns versículos que temos na nova aliança que falam sobre o coração ou sobre o espírito humano.

Já vimos que João diz que se o coração não nos acusar temos confiança diante de Deus, e Paulo diz algo semelhante: “Qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está?” (I Coríntios 2.11).

Sabedores que os termos coração e espírito se referem a mesma coisa, vemos que os dois escritores estão falando exatamente o mesmo: que nosso espírito, nosso coração, sabe das coisas pertinentes à nossa própria vida e agindo com base naquilo que sabemos por dentro, podemos ter confiança diante de Deus.

De fato, o próprio Espírito Santo, testifica COM o nosso espírito que somos filhos de Deus! (Rm 8.16). Apenas perceba que ele não diz que o Espírito testifica para o nosso espírito ou no nosso espírito, mas COM o nosso espírito.

Ou seja, o testemunho que o Espírito Santo dá, é o mesmo testemunho que o nosso espírito tem. Perceba também que o texto fala especificamente sobre o testemunho interior quanto a sermos filhos de Deus, e é exatamente sobre a mesma coisa que João fala quando diz: “Aquele que crê no Filho de Deus tem, EM SI, o testemunho” (I joão 5.10).

Os dois textos citados falam sobre o testemunho que temos em nós mesmos quanto a sermos filhos de Deus. Entretanto compreenda que se é assim que sabemos sobre a coisa mais importante de toda nossa vida, que somos filhos de Deus, é assim também que iremos saber sobre as coisas mínimas da vida.Aa não ser que Deus as revele de uma outra forma mais espetacular que a regra geral.

Umas das coisas mais importantes para todo filho de Deus é aprender o que a Palavra do Senhor ensina sobre seguir o plano de Deus para sua vida através do seu próprio coração, seu próprio espírito.

Natan Rufino

Fonte: www.natanrufino.com.br 

Anúncios

3 Respostas para O Coração do Homem

  1. 

    se eu não me engano este texto faz parte de um livro ainda não publicado do mesmo autor não é mesmo? (rs)

    …a propósito, muito profundo e esclarecedor o texto. manda mais jesus!

    valeu lu!
    🙂

  2. 

    Texto lindo, Luciana!

    Deus te abençoe cada dia mais. 🙂

    Um abraço enorme!

    Lu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s