Fazer amor

9 de março de 2012 — 7 Comentários

Imagem_O que você sente por mim?

_Ãhn?…

_Eu perguntei o que você sente por mim…

_Hum..

_Diz…

_Como assim “o que eu sinto por você”?

_Ah, você sabe…

_Não, não sei…  Digo, não sei o que você quer dizer com isso.

_Sabe sim.

_…

_…

_Por que essa pergunta agora? Não é óbvio?

_Claro que não é óbvio, e eu quero saber, posso?! É importante pra mim, e você nunca diz…

_Eu nunca digo?! (Olhar fugitivo + cara de contrariedade + oração mental desesperada para que alguém os interrompa)

_… é, nunca diz… (Olhar “gato de botas”)

_…

_… (o mesmo olhar)…

_Tá, tudo bem, para com isso, eu vou dizer…

_! (Faíscas de expectativa e excitação)

_…

_…!!! (Mais faíscas)

_Sinto carinho, sinto desejo, sinto admiração, vontade de estar perto, de cuidar,  vontade de conversar, saudade quando tô longe e… Bom, já é o bastante, não?…

_…humrum… (olhar decepcionado, dançando dentro de uma inconveniente pocinha de lágrimas)

_O que houve? O que eu fiz de errado??? Eu não falei?

_Falou, mas…

_Mas…? (Incredulidade aguda no olhar)

_…

_…

_Você não me ama… (Olhar “vou-me-jogar-de-uma-ponte”)

_Como é que é?

_Vo-cê não me a-maaaaa (“da-maior-ponte”)

_Mas quem danado disse que eu não te amo?!?

_Você, ora…

_Eu?! (Olhar “você-é-doida!?”)

_Sim, você disse… (aquela lágrima tinha vontade própria, ela se jogou de lá)

_Quando, criatura?!

_Quando não disse…~~~… (É que um mau exemplo costuma contaminar: as outras lágrimas se rebelaram e atiraram-se todas no seu rosto)…

_…

_…

_Olha, eu vou ser sincero, tá?… Posso?…

_Deve! (Recuperando a compostura)

_Eu não posso sentir amor por você…

_Ãhn?!? (Olhar “não-acredito-que-estou-ouvindo-isso!”)

_É a mais pura verdade, não posso sentir. Eu só posso fazer amor…

_Ohhh, mas é claroooo, tinha esquecido completamente que homens só pensam em sexo! Me desculpe pelo equívoco, vou tatuar esta verdade fundamental na palma da mão direita para que não me esqueça nunca!

_…posso terminar o que eu estava dizendo, senhorita siri-dentro-da-lata?! (Com ternura no olhar)

_Hum… (Com rosto virado para a janela).

_Bom, como eu estava dizendo, eu não posso sentir amor por você, apenas fazer amor por você, porque o amor não é um sentimento, mas um comportamento, uma decisão de fazer bem, de suportar, de acreditar, de esperar, de sofrer o dano ou a privação no lugar ou em favor do outro. É por esse motivo que eu não sinto amor por você dia nenhum, mas faço amor todos os dias!

Sim, faço amor quando espero sem reclamar você terminar de se vestir duas décadas depois de mim, e me fazer perder os traillers de todos os filmes que assistimos no cinema; faço amor quando elogio sua comida até nos dias em que provavelmente é acometida de amnésia e coloca sal suficiente para estourar as veias de qualquer ser vivo que se mova sobre a terra; também faço quando deixo você colocar comédia romântica no DVD e me submeto à tortura de assistir junto; quando te trato como princesa nos dias em que você está mais para demônio encarnado (sinto medo de tanta fúria TePeêMica, que é melhor assim mesmo); quando te acompanho às visitas na casa dos seus familiares que eu nem sei de que buraco saíram, de tantos que são, e dos quais eu nunca decoro os nomes (eles são meio malucos…); quando me esforço para ter visão biônica e perceber os 0.005mm de cabelo que você cortou, antes que me pergunte; quando evito fazer barulho pra não te acordar; quando não te critico; quando te corrijo com paciência; quando te chamo de linda porque sei que você quer ouvir; quando compro chocolate só porque sei que você gosta; quando passo frio para te dar a jaqueta; quando respondo que você não engordou; quando te ligo pra perguntar se você tá bem; quando te animo ao saber que não está; quando fico do seu lado numa discussão em que você errou; quando cuido de você quando está doente; quando te dou flo…

_Paraaa! Ta bom, ja entendi!

_Entendeu?! (Olhar cheio de esperança)

_Sim…

_Tá… (Olhar aliviado)

_Então, você me ama…? Diz

O amor não é um sentimento inevitável, é um comportamento deliberado!

Luciana Honorata

Anúncios

7 Respostas para Fazer amor

  1. 

    Texto lindo!
    Li, reli, li mais uma vez e copiei! rs

  2. 

    É por ai mesmo! Amar é uma escolha! Escolha amar todos os dias quem faz parte da sua vida!!!

  3. 

    Muito bom, me fez avaliar como me comporto quando sou amada e por quem.
    Assim também como devo amar. Valeu. bjusss

  4. 

    A lágrima em que eu tinha, criou vontade própria e se jogou dos meus olhos ao ler esse texto! LINDO!!

  5. 

    Parabéns!Voce escreve muito bem!

  6. 

    Excelente texto!O amor é assim mesmo…

  7. 

    Aaaaaaaaadoooooooooooooreeeeeeeeeeeei. Tomem!!!!!!! Mulheres neuróticas, se vocês não sabem quando um homem te ama, tá aí um manual… As atitudes falam mais do que palavras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s