Arquivos para firmeza

Jesus ou Yeshua?

19 de junho de 2011 — 2 Comentários
Olá povo!

Enquanto não chega o tempo de postar algo novo (por pura falta de tempo mesmo!) , vou “Compartilhando Rhema” com vocês novamente. O irmão Flávio Barros falou de um assunto que vez por outra encontro alguém com dúvidas sobre ele…

Bom, se vc um dia se perguntou sobre qual a forma correta de se reportar ao seu Senhor, aqui vai uma ótima explicação para tirar este fardo de sobre a sua vida. Lê aí, sê edificado e visita o blog pra lá de abençoado do nosso irmão da fé!

Grande beijo a todos e até o próximo post! =)

Lu Honorata.

JESUS OU YESHUA?

“Certa vez, encontrei um amigo desnorteado, parecia que estava perdido em seus muitos pensamentos, ao ver-me ele disse-me: “Estou com algumas dúvidas a respeito da minha fé, pois ao lê um artigo religioso, entendi, que todos nós estamos enganados, o artigo dizia que adoramos um falso deus, pois o nome do verdadeiro Jesus é Yeshua. Já que um nome próprio não deve ser traduzido e sim apenas transliterado, ao adorar a Jesus, adoramos a um falso deus”. Continue lendo…

Olá pessoal!

Vai aqui um texto super edificante do nosso irmão e mestre Natan Rufino a respeito de firmeza doutrinária, publicado na revista Conexões, da Alumni Rhema. Vale a pena ler cada linha!

Muita gente conhece bem o texto que diz “errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus”. Quem disse isso? Sim, foi o próprio Jesus em pessoa! Isso é pensamento dele! É ideia sua! Esse é o seu ponto de vista a respeito do assunto em questão. Mas aí é que está: qual é o assunto em questão? Preparado ou não para saber a resposta, aí vai: doutrina era o assunto em questão! Jesus explicava aos seus opositores como desenvolver, em sua vida de devoção a Deus, a firmeza doutrinária necessária para conseguir escapar dos “ensinos dos demônios”. Continue lendo…

Não baixe a guarda!

4 de outubro de 2009 — Deixe um comentário

A fé é o passaporte para adentrarmos no Reino de Deus e receber todas as bênçãos espirituais reservadas pelo Pai para nós. A relevância da fé é revelada em todo o contexto bíblico, culminando na definitiva declaração de que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11.6).

De fato, agradamos a Deus quando andamos pela fé, desbravando as matas de incertezas que o mundo nos apresenta.

Sob uma perspectiva natural, somos impelidos a andar amedrontados pelas “gripes quadrúpedes” que surgem para roubar a paz das massas e promover a alta nas ações das indústrias de medicamentos.

E não apenas isso, mas de um modo geral, as obras do diabo estão sendo noticiadas nos telejornais, mascaradas de “efeitos da globalização” e outros codinomes, sempre tentando injetar sutilmente em nós uma sensação de que não é possível escapar do sistema vigente.

É o mundo tentando entrar em nós. São as verdades circunstânciais tentando sobrepujar as verdades soberanas e absolutas anunciadas por Jesus.

Continue lendo…