Arquivos para setembro 2006

Nada mais importa…

25 de setembro de 2006 — Deixe um comentário
Quando estamos perto o suficiente de Deus, não nos importamos tanto com o que está ao redor! O que vai ter relevância é simplesmente aquilo q tem importância pra Deus: o centro das suas atenções deixam de ser vc mesmo, as suas preocupações, os seus medos, a autopiedade que está tirando o brilho dos seus dias, o seu egoísmo, as suas condições financeiras… enfim, tudo aquilo que pode te entristecer e te fazer desacreditar que ainda há uma esperança, deixa de ser o seu alvo para que os seus olhos possam estar “fitados” naquele que é a solução de tudo: Jesus Cristo.
É interessante vc prestar atenção na sua reação enquanto vc lê esse artigo, por que se ao ler vc pensar “pensei que ela ia dar uma solução concreta pro meu problema!”, vc realmente está precisando dEle, vc está necessitado de conhecer, de provar do Seu amor, e não há como vc substituí-lo por qualquer outra coisa, visto q essa necessidade de agora algo pode até preencher, mas o vazio permanente, akela sensação de q algo está faltando para que a sua felicidade seja plena nunca será saciada.
Jesus um dia chegou diante de um poço, pediu água a uma mulher e depois disse assim a ela:
Quem beber desta água tornará a ter sede;
aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede;
pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna. João 4:13-14
Jesus sabia que havia suprimento para a vida material dakela mulher, mas ele queria saciar a sede do seu espírito, a sede de Deus, que supre por tabela cada uma de todas as outras necessidades que possamos ter!
Enquanto priorizarmos outras coisas que não sejam a presença do Senhor, jamais seremos plenamente felizes, enquanto dependermos de pessoas, circunstâncias e coisas para estarmos satisfeitos, jamais teremos paz… Porém quando conseguimos nos aproximar de Deus, conhecendo-O pela Sua palavra e andando nos seus caminhos, jubilando na alegria da sua salvação:NADA MAIS IMPORTA!
Anúncios

Onde estás?

19 de setembro de 2006 — Deixe um comentário
Como sentir a presença de Deus em nossa vida? Como ter consciência de que Deus é conosco em todos os momentos e em todos os lugares independentemente das circunstâncias?
Muitas vezes tateamos em busca de algo que nos faça crer que Ele está próximo, mas os nossos sentidos nos traem e nenhuma evidência pode ser “vista”, nada parece indicar sua proximidade, aliás, nada denuncia sequer um “olhar” do Pai! Na verdade, muitas vezes pode até parecer que Ele esqueceu de nós e está alheio às circunstâncias que estão nos “sufocando”. Queremos gritar para que nos ouça, pois não conseguimos entender como Deus pode estar vendo tudo isso sem tomar uma providência em nosso favor, e então começamos a criar mil e uma teses que poderiam justificar a ausência de Deus, começamos a vasculhar a nossa vida em busca de pecados não confessados, perdemos horas e horas tentando justificar o que não compreendemos.
Mas a questão é que nós não precisamos sentir a presença de Deus pra que ela esteja conosco! Não precisamos de provas disso, por que a Palavra dEle nos garante que Ele nunca nos abandona, mas pelo contrário, diz assim:
Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo;” (Salmos 23 : 4).

Ele está conosco em todo o tempo, todos os dias, em todos os lugares, não importa se sentimos ou não, se conseguimos crer ou não… isso é promessa de Sua palavra e Deus disse que cuida constantemente para que ela –  a palavra – seja cumprida (Jr 1:12)
Esperar uma sensação física se manifestar para crer no poder de Deus em nós, é o mesmo que deixarmos de ser discípulos de Cristo para sermos de Tomé, é deixar de viver pela fé para viver de forma natural, como “criaturas” e não como filhos de Deus!
Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. (Hebreus 11 : 6).
Eu não sei como você tem se sentido em relaçao a Deus ultimamente, mas eu sei que o que você tem sentido vai passar, porém, a palavra de Deus hoje, amanhã e sempre irá continuar garantindo a companhia de Deus para você! Ele está aí quando você clama! Basta apenas que você creia…
Então clamam ao SENHOR na sua angústia; e ele os livra das suas dificuldades. (Salmos 107 : 28)
Luciana Honorata

Dia após dia

6 de setembro de 2006 — Deixe um comentário

Cada dia é uma oportunidade a mais de conhecer àquele que nos amou como ninguém jamais poderá.

Cada amanhecer é o anúncio de uma jornada de glória, cega aos olhos humanos, patente aos olhos de Deus.

Passos sem pegadas visíveis, que conduzem ao trono do Pai: lugar seguro, refúgio perfeito para o corpo cansado e a alma abatida… Lugar de confiar e entregar a plenitude do que somos, para receber aquilo que podemos ser mediante Sua graça e querer.

Dia após dia, essa busca é o que inspira meu levantar, é a razão do meu viver!

Sem medo de parecer retrógrada ou desmistificar o que poderia ser um poema, decido descer do salto das palavras eloquentes e rasgar o verbo com expressões “populescas”, pois prefiro fazê-lo do que correr o risco de não encontrar no dicionário belas palavras que possam definir o anseio do meu espírito por aquele que o recriou.

Portanto, que sejam comuns, mas verdadeiras as declarações do meu coração impressas nesse papel.

Que sejam pobres de métrica, mas ricas de sentimento e repletas de sinceridade!

Eu te amo. Não posso viver sem você, meu amado… Nada mais importa quando penso no que és pra mim! Eu preciso de ti, dependo de ti, reconheço tua majestade, anelo tua presença, não há vida sem você! Nada posso fazer sem ti, me importo com o que pensas e desejo de todo coração corresponder às expectativas que depositas em mim… Não quero te decepcionar jamais! E se hoje me declaro é porque já não consigo mais calar não só a voz, mas nem mesmo o meu punho se contenta em ficar mudo… Ele quer dizer ao teu coração que o meu é permanentemente apaixonado por ti!

Dia após dia, quero que essa paixão tome conta de mim e me encha como agora estou, consumida por esse amor e essa adoração extravagante que me domina e já não consigo detê-la…

É como se por cada poro existente em mim saísse um clamor de “vem!”, um desejo insaciável de mais, um simples e precioso convite: quero mais da tua vida em minha vida… dia após dia.

Luciana Honorata

Sobre o Tempo…

4 de setembro de 2006 — Deixe um comentário

Ainda não conheci ninguém que goste de esperar! É talvez a situação mais enfadonha que podemos vivenciar. Quem já não ficou indignado com a demora de alguém que prometeu te pegar em algum lugar e não apareceu na hora marcada?! Ainda mais se você liga e a pessoa diz um "tô chegando…" bem evasivo, que mais parece um "nem tão cedo eu chego aí". E quando você compra alguma coisa pela internet, que o prazo de entrega é "x" e termina demorando o dobro do período pra chegar?! Vamos combinar, que ansiedade, hein?!? Todos os dias lembramos e fazemos uma contagem regressiva na expectação do grande momento de usufruir, principalmente se é algo que desejamos tanto e foi "aquele" esforço pra comprar! Pergunta a uma mãe como foi esperar nove meses pela chegada do rebento, pra ver se não foi um pequeno sacrifício, no mínimo. Mas no reino espiritual, embora a espera nos pareça incômoda e demorada, vale a pena o investimento das nosas energias para dominar a ansiedade e colher os frutos da semeadura. Olha só o que fala Eclesiastes 3: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz." Se cremos que a palavra é a verdade, e eu sei que você crê nisso, não podemos ignorar a sabedoria dessas palavras. Quem as escreveu foi um rei que recebeu a dádiva divina de ter maior sapiência do que jamais qualquer outro homem teve ou terá em toda a história… Ousemos crer que o tempo é um instrumento de Deus para nos aperfeiçoar! Enquanto esperamos podemos nos irritar e amargar inquietação, ansiedade, revolta e toda sorte de sentimentos ruins que poderão prorrogar ainda mais a nossa espera, ou podemos decidir descansar na presença de quem fez a promessa e é poderoso e fiel para a cumprir, aprendendo com a perseverança, que segundo a Palavra, produz experiência, que por sua vez produz esperança…[Rm5:4] Sendo moldado como um vaso nas mãos de tão maravilhoso oleiro, amadurecendo naquilo que Ele deseja aperfeiçoar em mim, para que quando a promessa se manifeste eu esteja pronta pra recebê-la… Alguns versos depois, Paulo fala que Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios. Interessante, não acha? Até Jesus teve que esperar… por que não nós?!? Fica na Paz do Senhor Jesus!!!

Sabe, eu aprendi que tudo na vida é uma questão de escolha! Você começa a escolher desde pequenino: quem vai ser seu melhor amiguinho, em que cadeira vai sentar durante a aula, que canal vai sintonizar na televisão pra escolher que desenho vai assistir (no meu tempo podia ser Xuxa, Mara ou angélica…rsrs..) E mesmo que nessa fase a maioria das escolhas não sejam feitas por nós, temos algumas escolhas a fazer. Daí nós crescemos e tanto a autonomia quanto a responsabilidade das escolhas aumentam. Quando adolescentes, podemos escolher se vamos prestar ou não atenção nas aulas ( e daí vem a consequência de estarmos preparados ou não para o vestibular), qual roupa iremos vestir, quem serão nossos amigos, como vamos nos sentir a respeito das críticas e dos elogios, que tipo de coisas vamos fazer nas horas vagas, quem vamos namorar, como vamos namorar… tudo isso vai moldando o nosso caráter, se arraigando no nosso ser, e muitas dessas “inocentes” decisões, geralmente têm um peso muito grande no que vamos ser quando adultos, o que acaba influenciado grandemente nosso futuro.
Pode até não parecer, mas praticamente tudo, veja bem, praticamente TODAS as nossas escolhas não só refletem o que somos, mas ajuda a moldar o que somos.
Por isso, quando adultos, podemos contemplar mais claramente o peso das decisões que foram tomadas quando ainda éramos tolos e nos ajudar a decidir não mais o sermos, tomando as iniciativas CERTAS!!!
Isso significa não ser egoísta, mas também não esquecer de si mesmo. Significa procurar a fonte de sabedoria que vai nos levar ao lugar onde queremos chegar: lugar de paz, provisão, amor… plenitude. Você cresce e ainda precisa fazer escolhas… não há como fugir disso! Provavelmente muito mais do que antes, bem mais sérias e pode até ser que nesse momento vc esteja prestes a fazer uma! Eu quero te dizer algo: veja pra onde essa escolha te levará. Veja  se ela traz caminhos de paz pra tua vida. Analise se esse lugar é seguro e esteja atenta para uma projeção realista dos fatos. Não se apresse… escolha! Escolher significa optar entre duas ou mais pessoas ou coisas, e eu creio que você quer optar corretamente. Deus quer que vc opte pelo caminho certo, e mais legal ainda:Ele quer te mostrar qual é a melhor escolha que vc pode fazer: entregar as suas escolhas a Ele, entregando antes de tudo a sua vida, por meio de Jesus. Pense nisso… ou será que quem criou TODAS as coisas não é capaz de decidir o que é melhor pra vc?!?

Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. (Salmos 37 : 5)