Arquivos para março 2011

Carta ao Príncipe Encantado

30 de março de 2011 — 7 Comentários

Gente, eu simplesmente A-M-E-I este post da Clarinha, que li no blog  Issoehcoisademenina, no qual ela posta só para nós, princesas do Pai!

Pedi permissão para publicar no meu blog, mas já vou dando a dica pra que vc siga o dela, pois vai lhe render boas risadas e frutíferas reflexões.

Ah, rapazes, não se intimidem, vcs podem ler, afinal, vocês são os príncipes em potencial, não é? As dicas da Clara são preciosas para vocês também!

Abração e fiquem na paz!

Lu Honorata. 🙂

Caro Príncipe Encantado,

Levando-se em consideração que você tem demorado para chegar por essas bandas, e tenho ouvido tantas reclamações de meninas que anseiam a sua vinda, resolvi te escrever essa carta com umas dicas pra que você divulgue por aí, no seu reino, e facilite nossa vida também… Continue lendo…

Anúncios
Olá, galera que eu amo!

Hoje eu estou “Compartilhando Rhema“! Rs… Pois é, hoje é dia de postar o texto de um irmão em Cristo chamado Flávio Barros, que tem um blog pra lá de abençoado com este nome. A mensagem sobre perdão de pecados ser uma questão de justiça é muito edificante e esclarecedora, e sei que você será tremendamente abençoado por ela. Lê aí, e não deixe de visitar o blog dele.

Beijão e até mais!


“Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito. (Jo 3.16)

O amor, foi a mola propulsora da ação de Deus em direção a humanidade, do Deus trino, na pessoa do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Quando a bíblia diz que Deus nos amou, ela envolve as três pessoas da divindade. Vemos isso expresso na vida de Jesus o Deus Filho, em seus últimos momentos de vida terrena. Ele foi traído, humilhado, zombado, injustiçado, e após ser torturado física e psicologicamente, preso na cruz e ouvindo as ofensas dos seus acusadores, clama: “E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. (Lucas 23:34a)Continue lendo…

Carta aos “Apologistas”

27 de março de 2011 — 7 Comentários

Para quem não sabe, apologista é alguém que toma para si a responsabilidade de “defender a fé”, a verdade da Palavra de Deus ensinada e testemunhada pelas Escrituras sagradas.

Poderíamos dizer que todo cristão tem potencial para ser apologista, e deveria sê-lo na prática, porque é necessário que estejamos sempre alerta aos falsos mestres e doutrinas enganosas que possam surgir, sendo infiltradas de modo sutil nas nossas igrejas, fazendo-nos enveredar por caminhos que não são o da Palavra de Deus.

Bom, isto é um fato, e eu particularmente adoro ver um apologista em ação, falando ou escrevendo algo que corrija um pensamento doutrinário equivocado, ou ensine o caminho correto segundo a Palavra. Entretanto, algo tem me dado náuseas, e eu decidi expressar minha indignação quanto a isso neste texto: são os “apologistas” sem ética. Continue lendo…

Davi, Saul e o Perdão

25 de março de 2011 — 1 Comentário

Este é um dos trechos literários mais belos e inspiradores que já li acerca de perdão. Na verdade, não me lembro de ter visto alguém expressar com mais beleza e precisão a dor da ofensa e a virtude do perdão. Quando é difícil esquecer algo que alguém me fez, volto às Palavras de Jesus, parafraseadas por Max Lucado nesta brilhante narrativa que está contida no seu livro “Derrubando Golias”

Se você começar a ler, não vai conseguir parar!

Abração e até o próximo post!

“Os Sauls ainda abalam nossos mundos. Eles ainda, sem razão, inexplicavelmente nos mutilam e deixam cicatrizes. Mas como? Continue lendo…

Não Existe Culto Ruim

24 de março de 2011 — 2 Comentários

Oi pessoas!

Hoje eu decidi postar um texto super legal que me abençoou muito, do blog do meu mais que amigo Einstein Felinto. Muito franco e direto, ele nos conduz à avaliação das nossas motivações e nos exorta a desejar mais de Deus… Show! Sê abençoado aí! 🙂

“Um dia me perguntei: Porque alguns cultos para mim são melhores do que outros? Porque em alguns cultos eu sou mais abençoado do que em outros? Será que é o pregador? Ou o louvor do culto que faz a diferença? Continue lendo…

Beleza Cansa

23 de março de 2011 — 1 Comentário

Então gente, já que estamos falando de beleza e da sua influência, lembrei deste artigo da coluna de Ivan Martins sobre o assunto que eu acho show de bola! Ele sabe se expressar como poucas pessoas, e fala do assunto de maneira singular. Se liga aí na argumentação dele porque é mesmo interessante. Abração!

“Vivemos num mundo obcecado pela beleza humana. Ela está na televisão, nos filmes, na capa das revistas, no balcão das lojas do shoping e no restaurante descolado, onde garçons e garçonetes parecem todos modelos.

A beleza nos é oferecida em doses enormes, em vários formatos, para todos os gostos e gêneros. Há loiras altas, morenos fortes, jogadores de pernas grossas e cantoras de barrigas impecáveis. A beleza nos enche os olhos. É um colírio grátis, permanente e intoxicante. Continue lendo…

A Isca Que Você Usa

22 de março de 2011 — 8 Comentários

Certa vez eu ouvi que a isca que você usa determina o peixe que você pega. Eu não entendo de pescaria e nunca sequer pesquei na vida, mas desde que ouvi esta frase nunca mais esqueci a lição que ela me trouxe. É um princípio simples, embora certeiro, que pode influenciar o seu futuro.

Quando se vai pescar (corrijam-me os especialistas se eu estiver falando bobagem) é usada uma isca para cada tipo de peixe que se quer pegar, e quem entende do assunto pode lhe indicar aquela que é mais adequada. Da mesma forma acontece na vida prática, e eu espero que você pare para pensar um pouco comigo sobre isto. Continue lendo…

Clichês

17 de março de 2011 — 4 Comentários

Oi gente! Voltei!!!

Depois de quase um mês de “férias” do blog, finalmente vou postar algo. É algo que vinha sempre voltando à minha mente como tema, e decidi me render. Espero que você seja abençoado!

Abraço grande!

Clichês

Houve um tempo na minha vida em que eu odiava clichês. Para mim, eles pareciam coisa de gente preguiçosa, que não sabia ou não queria pensar com a própria cabeça, que não queria construir alguma coisa original e particular. Eu fugia disso “como o diabo foge da cruz”, evitando falar ou fazer qualquer coisa muito ordinária, previsível ou óbvia demais. Continue lendo…